Eis o segundo post da saga enfim férias!! E com ele, os primeiros cabelos brancos… (kkkkkkk)

Recapitulando, para as almas que porventura lêem (ou não) este blog, os posts intitulados “enfim férias” têm por objetivo resumir tudo que foi feito, todos os desafios enfrentados no período. E esse, não foi dos mais fáceis que já enfrentei… Fora isso, vai servir pra quem tem interesse de fazer um mestrado em informática, seja na UFPB (PPGI) ou em outra universidade, ter uma noção do que é um mestrado, e da quantidade de esforço necessário.

E agora.. por onde começo?

Os alunos que ingressaram nesse período do PPGI (e acredito que se tornará padrão para os próximos) tiveram que pagar as 3 cadeiras obrigatórias:

  1. Arquitetura de Computadores (Alisson)
  2. Estrutura de Dados e Complexidade de Algoritmos (Lucídio)
  3. Teoria da Computação (Andrei)

Acredito que essa é uma das combinações mais trabalhosas do PPGI. Poderia chamar de combinação letal se todos os professores descem a carga máxima em cada cadeira. Aí sim, cabeças rolariam! kkkkkkkkkk

Começando por Arquitetura de Computadores: soube que no período passado o professor botou quente na turma, fez uma única prova com o conteúdo do período todo, mais seminários, mais resenhas. Veeey na boa… deve ter sido punk!! No nosso período, tivemos o seminário, mais a participação em discussões em seminários de outros, mais o artigo. Acredito que os seminários acrescentaram conteúdos mais interessantes/atuais ao convencional dado na sala. Não vou dizer que a cadeira foi fácil, mas com certeza foi menos difícil que no período anterior. Inicialmente, o artigo era uma preocupação… mas depois achei um tema legal, inclusive envolvia tanto assuntos de arquitetura quanto de EDCA. Depois posto aqui =).

 

Sobre Estruturas de Dados e Complexidades de Algoritmos (EDCA): aqui o rock foi pesado, como sempre foi nos períodos anteriores (segundo escutei falar)! Os assuntos são bem dados, o professor tem uma didática muito boa (particularmente gostei muito das aulas), mas o tempo do curso faz com que ele tenha que ministrar +- 1 cap. por aula. É muito assunto dado em pouco tempo! Confesso que vinha com uma deficiência em boa parte dos assuntos dessa disciplina, deficiência essa que trouxe da graduação. Agora me sinto completamente à vontade, as provas me forçaram a compreender os assuntos, a ler cerca de 18 capítulos do Cormen! Fora isso, posso dizer que o professor elabora provas “justas”, não é difícil nem fácil, tem um nível mediano, que possibilita a quem estudou fazer uma boa prova.

 

Sobre Teoria da Computação: confesso que essa não é uma de minhas matérias favoritas!! (kkkkkkkkkkkk) Mas os assuntos da primeira prova eram bem tranquilos, abordavam tópicos práticos como AFDs, AFNs, LB… Já para o assunto da segunda prova, foi acontecendo uma transição do prático para o teórico, que quando percebemos estávamos apenas lidando com teoremas, e utilização dos mesmos para provas. O assunto da segunda prova é bem complicado/chatinho de entender, mas as listas ajudaram bastante na compreensão dos mesmos, pois nos geravam dúvidas, e o professor foi bem solícito para tirá-las, estando sempre disponível.

 

Resumindo: pagar as 3 cadeiras obrigatórias ao mesmo tempo dá um “trabalhinho”!

Agora, me resta esperar as cadeiras do período que vem + estágio em Docência, e começar a trabalhar mais focado no tema do meu mestrado!

 

[]’s

Anúncios