E aqui estamos novamente! Depois de um bom tempo, tive vontade de escrever sobre algo no blog. O que motiva esse post foi a criação e início das aulas de Licenciatura em Computação a Distância, curso oferecido pela UFPB Virtual.

Antes de conhecer esse mundo da EAD (Ensino a Distância) achava tudo meio utópico, creio que tinha um pouco de preconceito (conceito adquirido previamente, sem conhecer o objeto no qual estava julgando) sobre a eficiência na transmissão de conhecimento/educação a distância. Mas a partir do momento que fui trabalhando nesse meio, comecei a perceber as sutilezas da EAD, seus propósitos, sua sistemática, e sua importância.

O fato é que dificilmente um curso de EAD terá o mesmo grau de importância/dificuldade do que um curso presencial. Não temos como comparar um curso 100% presencial com um curso a distância que eventualmente tem momentos presenciais. No presencial, os alunos tem suas aulas normais/convencionais (e acima de tudo presenciais) com seus professores, e isso facilita a interação, aprendizado, e possibilidade de tirar dúvidas com eles.

Mas então, qual seria o propósito da EAD? A EAD está aí pra suprir aquelas pessoas que moram distante das grandes cidades, que por sua vez não possuem as universidades públicas e privadas, e etc. Além do mais, parte dessas pessoas que moram longe são humildes e não tem capacidades financeiras suficientes para ficar se deslocando grandes distâncias diariamente. Outro ponto é que a concorrência dos que estudaram em grandes cidades (em escolas particulares) é desleal para com quem sempre estudou em cidades do interior e infelizmente teve acesso a uma educação de qualidade por vezes inferior. Assim, a gente pode perceber que a EAD surge como uma oportunidade para essas pessoas que por azar do destino foram injustiçadas socialmente. E por último, mas não menos importante, a EAD possibilita que pessoas que já têm família e trabalham o dia inteiro possam complementar sua formação acadêmica.

São esses e outros inúmeros pontos que torna o trabalho da EAD brilhante! E é por isso que me sinto extremamente feliz em poder contribuir para esse trabalho. Principalmente, dentro da área na qual trabalho: Computação.

Desejo sorte e garra aos novos e pioneiros alunos desse também novo curso. É bom lembrar que a batalha é árdua, e Computação é e sempre será um curso difícil. Lembrem-se, as coisas mais difíceis tornam-se bem mais gratificantes quando alcançamos! Se motivem, se dediquem, e conseguirão o tão sonhado diploma! E no que precisarem, podem contar com seus tutores a distância, tutores presenciais, e professores!

Anúncios